29 de set de 2013

Old School 38 SPL - Trip na Suiça.

      Eis que 7 amigos resolvem agitar um rolezinho com suas bikes pela região sul da Suíça e resolvem filmar a brincadeira. Até ai sem grandes novidades, filme bem editado, belas paisagens e bom clima. Legal, isso é o que mundo dos apaixonados pelas motocas gostam de fazer, "estrada". Porém, este role tem um pequeno detalhe, trata-se de uma trip onde foram montados nas seguintes bikes: foram 04 Shovels (1984/1982/1976 e 1972); duas Irons sendo uma 1972, e outra 1974; uma Little Bread Softail, e para fechar com chave de ouro, uma Panhead 1948!
      E ai? Vale assistir?
 

 
 
 
 
 
 
 
 

28 de set de 2013

Krott Motorcycles - Yamaha XS650 Test Drive


 
 
 
 
 
 

Chopped Rod e Custom - Australia

Chopped Rod e Custom, acontece em Victoria na Austrália, são 03 dias de um evento borbulhando de hot rods, customs, bobber, musica, shows, bebidas, dirt drags e vintages Racing, entre outras cositas mas...
 

 
 
 
 
 


 

23 de set de 2013

Haske Design Yamaha 650 Twin

Projeto que vem sendo criado por pai e filho há aproximadamente 10 anos, cada um fazendo um pedacinho e construindo esse bobberzinha que eles a nomeiam de "Eleanor de duas rodas".
 O mais legal disso tudo, não é o projeto, a moto, o vídeo ou principalmente o tempo que estão levando para construir a moto, e sim a principal finalidade que "ocultamente" está por trás desta história...
Espero que vcs tbm entendam...
 

 
 
 
 
 
 
 
 

20 de set de 2013

19 de set de 2013

NEIGHBORHOOD DICE

Coming Soon in 12/10/2013...
 

 
 
 
 
 
 
 
 

Kim Lenz - By: Gabb Cherry Rat

          A ruiva mais amada do rockabilly, pelos homens principalmente, é o alvo da nossa matéria de hoje. Com uma voz inconfundível e um estilo bem marcante, Kim Lenz encanta os corações dos fãs com suas canções.
          Seus pais cresceram na década de 50 e por isso puderam apresentar a Kim Lenz, desde cedo, muitos dos músicos que, mais tarde, se tornariam extremamente influentes no seu desenvolvimento como artista. De Roy Orbison para Jerry Lee Lewis  e Carl Perkins até Janis Martin e Wanda Jackson. Sua mãe, a rainha do rodeio, cresceu em um rancho de Oregon e seu pai passou sua adolescência em Wichita, Kansas, onde ele "dirigiu carros antigos com todos os seus amigos ouvindo Wolfman Jack". 


          Lenz escreve a maior parte de suas músicas e como ela mesma diria “Há um compositor que trabalha dentro de mim”. Durante sua infância ela tocava piano e começou a tocar violão na adolescência. Quando se mudou para L.A. a única rádio que podia ouvir no trabalho só tocava Big Bands, foi então que ela aprendeu o “estilo antigo” para compor suas letras.
 

“Eu passei tanto tempo ouvindo música na minha vida, que quando eu comecei a escrever canções, foi uma transição natural. Eu estava escrevendo músicas antes de eu realmente entender como a estrutura de uma canção deveria ser. Eu já sabia sobre pontes e mudanças de acordes, porque eu senti como precisava ser”, diz Kim Lenz sobre suas canções.
 



Outra coisa muito interessante a dizer sobre as composições de Kim Lenz é que a maioria das músicas são atemporais, falam sobre sentimentos ou coisas que são verdadeiras em qualquer época em que você ouvir.
Muitos artistas contemporâneos de rockabilly vêm se esforçando para recriar esse momento originário da década de 1950. Rockabilly não é apenas um estilo musical específico, mas há toda uma cultura que o envolve e Kim Lenz não é nada se não rockabilly tradicional.


          Tradicional, mas também ousada. Para ela as maiores cantoras do estilo são Janis Martin, Barbara Pittman e claro, Wanda Jackson. Mas é esperado que uma mulher cante country ou folk e o que Kim Lenz quer, é chocar. Cantar canções antigas de rockabilly originalmente cantadas por homens o que com certeza terá um entonação bem diferente se cantadas por uma mulher. “Eu não sei se eu poderia cantar ‘I’ve Got a Rocket In My Pocket’ (Eu tenho um foguete no meu bolso), mas eu acho que eu deveria escrever uma versão feminina” diz Kim Lenz.


E em meio a tantas turnês, Kim Lenz, acaba de lançar mais um disco, chamado Follow Me (2013), além dos outros 3 discos já existentes Kim Lenz and her Jaguars (1998), The One And Only (1999) e It’s All True (2009).
Para saber um pouco mais sobre Kim Lenz, as novidades, datas de shows e etc, entre no site.

Assista o clipe de Zombie For You Love – Kim Lenz and Her Jaguars



 
By: Gabb Cherry Rat







17 de set de 2013

16 de set de 2013

Mississipi Mayhem

          Mississipi Mayhem, não é somente mais um car show dos hots, rats, muscles e classics. Aliado aos carros, motos shows e muitas pin-ups, que já estamos acostumados a ver nesses encontros, este evento apresenta também uma variedade de atividades focadas nos anos 50. Temas como, teatro ao ar livre, oficinas de beleza, concurso de danças, incluindo a Burlesque, e ainda concurso de Pin-ups e crianças com tema da época.
          Achamos algumas fotinhos rolando na net...













 

11 de set de 2013

Bora??

 
 
 
 
 
 

Jesse James - Outlaw Garage - Disvovery Channel


 
          Jesse James regressa às raízes automobilísticas na nova série "A Oficina de Jesse James". Depois do divórcio da atriz de Hollywood Sandra Bullock, Jesse mudou-se com a família para Austin, no Texas, tornando-se co-proprietário da Austin Speed Shop.
          Jesse e a sua equipe de especialistas dão um cunho pessoal à construção de carros e não só ressuscitam modelos, como os transformam em hotrods únicos para clientes apaixonados.
          Mostrar a sua marca criativa num negócio já estabelecido não é fácil e Jesse trava uma constante para  manter os jovens empregados na ordem. Talentosos como são, não estão habituados a ser comandados com pulso de ferro. À medida que os clientes aumentam, a capacidade de treinar a equipe e controlar a tensão vivida na loja torna-se uma questão de sobrevivência. Conseguirá ele transformar a Speed Shop numa loja de classe mundial?
 
"A Oficina de Jesse James" ("Jesse James: Outlaw Garage") estreia quarta-feira 25 de setembro, às 21h00 no Discovery Channel. Repete quintas às 14h50; sábados às 15h40; domingos às 06h25 e segundas às 00h35.
 
  
 TRAILER:






10 de set de 2013

Traci Lords - By: Gabb "Cherry" Rat

          Traci Lords já era conhecida por seus filmes pornôs, Nascida Nora Louise Kuzma (7 de maio, 1968) fugiu da casa de seu padrasto alcoólatra aos quinze anos com a mãe e mais três irmãs. Tempo mais tarde e com certidão de nascimento e carteira de motoristas falsas, que indicavam que a mesma tinha 22 anos, ela entrou na indústria do entretenimento pornográfico e ao completar 18 anos, Traci já havia gravado mais de cem filmes e posado para revistas como a Penthouse. Seu sucesso fora das telinhas do pornô, aconteceu interpretando a Wanda Woodward no filme Cry Baby.



          Em 1986 as autoridades descobriram que ela era menor de idade ao atuar nos filmes e prendeu os proprietários de sua agência. Os julgamentos que se seguiram custaram à indústria pornográfica milhões de dólares, já que foram obrigados por lei a retirar os vídeos e revistas das prateleiras. Lojas de vídeo e revistas retiraram centenas de milhares de cópias de circulação para evitar as sérias acusações de traficar pornografia infantil. O episódio deu aos promotores públicos um caso contra a indústria pornô bastante visível, se tratando de uma violação inegável envolvendo uma estrela do ramo. A própria Traci Lords nunca foi acusada, já que como menor de idade não lhe era permitido conceder sua permissão legal para realizar atos sexuais nos filmes em troca de dinheiro.





          Traci, desde então, se retirou da cena pornográfica e entrou com sucesso para uma carreira regular de atriz de televisão e filmes, além do ramo musical. Fez arte de diversos clipes e gravou o back vocal para a música Somebody To Love da banda Ramones no álbum Acid Eaters de 1993. Em 1995, Traci Lords, lançou seu disco solo chamado “1000 Fires”.




          Traci Lords é admirada até hoje pelo personagem Wanda Woodward (Cry Baby, 1990), que era uma jovem rebelde, cheia de atitude e de estilo também. No filme, existem dois grupos, sendo eles os jovens tradicionais (square) que cantavam músicas sentimentais/românticas no estilo doo wop e os rebeldes (drapes) que eram liderados por Wade “Cry Baby” Walker (Johnny Depp) do qual, logicamente, Wanda fazia parte.
          O filme se passa nos anos 50 e retrata um romance entre uma square (Allison) e um drape (Cry Baby) e é embalada por uma ótima trilha sonora.






Assistam o vídeo de “King Cry Baby” (de James Intveld) retirado do filme:


By: Gabb "Cherry" Rat

















6 de set de 2013

5BORONYC - PIN-UP COLLECTION

          A 5BORONYC, acaba de lançar sua nova coleção de shapes com desenhos pin-ups, cada shape destinado a um emblemático local ou bairro da cidade. O legal disso tudo é que parte das vendas oriundas destes shapes, serão destinadas para ajudar na reconstrução de uma Skatepark Rockaway Beach, que foi destruída pelo furacão Sandy.
 









CAR FESTIVAL - HOT ROD BRASIL - SBC/SP

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Esse não sabe brincar...









4 de set de 2013

Jd McPherson - By: Cherry Rat

          Se você for a qualquer festa rocker, com certeza você vai ouvir alguma música de Jd McPherson, então vamos conhecer um pouco da história de mais um dos grandes nomes da atualidade na cena rockabilly. McPherson, crescido na zona rural de Oklahoma, começou a tocar violão aos 13 anos. Durante o período escolar, ele tocou em uma série de bandas locais de punk rock e já escrevia suas próprias canções. Na mesma época, Jd McPherson começou a desenvolver gosto pela cultura dos anos 50 e ao rock’n’roll, após conhecer as músicas de Buddy Holly.



          Mas, ao contrário do que muitos pensam ou acreditam, Jd McPherson não apareceu “do nada” na cena rockabilly. Em 2004 Jd fez parte de uma incrível banda chamada The Starkweather Boys, foi então que Jimmy Sutton os convidou, através do Myspace para fazer alguns shows em Chicago e se deram muito bem. Depois disso, Jimmy e Jd conversaram algumas vezes por telefone e foi quando Jimmy convidou Jd para gravar em seu novo estúdio, em Chicago.

          Então, em 2010, Jimmy Sutton produziu o disco de estreia de Jd McPherson chamado “Signs and Signifiers” lançado pela Hi-Style Records. Em 2012 o álbum foi relançado pela Rounder Records.

Conheça uma das músicas mais conhecidas do álbum “Signs and Signifiers”, North Side Gal:
 



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

                                                 
Cherry Rat