30 de nov de 2012

PORSCHE HOT ROD

 
     Fugindo um pouco do padrãozão dos Hots que estamos acostumados a ver, descobri esse "carrinho" aqui apresentado. Como nao denominar a esta Porsche 356 perfeitamente customizada em um verdadeiro Hot Rod.
 


 
      Construida por um Australiano, essa 356 é uma mistura de alguns modelos da Porsche, chassi de uma 914-6, corpo de uma Coupe Continental 1955. Abraçando o melhor motor de uma 911 em parceria com carburadores Weber, desenvolvendo aprox. 280hp de potencia. O cambio de cinco marchas é de uma 915, assim como os discos de freio.
 
 
       O teto foi levemente rebaixado dando mais design a estrutura do Coupe Continental. Rodas são de 17" da RSK, foram instaladas chapas laterais e traseiras buscando dar maior estilo ao carro aliado a melhorar a ventilação. No interior possue bancos em couro verde, volante com acabamento de madeira, insntrumentos VDO, e uma mistura de lanternas, farois e outras peças do 911 e do Coupe Continental.



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
       Inegavelmente um belo HOT ROD, digno de fazer babar aos amantes dos placa preta!!!!!










26 de nov de 2012

2º DIECAST MIX - CURITIBA

 
 
 
 
 
 

CUSTOMS NO SALAO DE MOTOS DE MILÃO

        Entre tantos lançamentos de modelos modernos e inundados de tecnologia que acontecem no Salão de Motos de Milão (EICMA 2012), um pequeno pedaço dos pavilhões 2 e 4 parece estar alheio a isso. Recheado de modelos personalizados, o Eicma Custom reúne algumas das maiores oficinas de customização do mundo, que trazem para a cidade seus projetos mais ousados para encantar possíveis clientes.
         No local, diversos elementos da "cultura custom" estão presentes, desde lanchonetes com visual norte-americano até artistas de rua grafitando muros ondulados, que cortam o espaço de ponta a ponta. Também há vários acessórios, entre camisetas, jaquetas, anéis e correntes. Tudo sempre com muito couro, correntes e estampas de caveiras e demônios que traduzem o estilo de vida dos artistas.
         Algumas celebridades do mundo da customização, aliás, estão mostrando seus trabalhos em Milão. Uma delas é o alemão Marcus Walz. No estande da sua oficina, a Hardcore Motorcycles, a equipe do customizador apresenta duas choppers. Seu trabalho mais ousado no Salão, entretando, é uma releitura do maxi scooter T-Max da Yamaha, que está exposto no próprio estande da marca japonesa.
CAFÉ RACERS EM ALTA         Circule pelos corredores do espaço: é possível perceber que a tendência das customizações mudou. As tradicionais choppers e bobbers equipadas com motores de dois cilindros em “V” -- geralmente oriundos de alguma Harley-Davidson -- agora dividem espaço com as esportivas café racers (nakeds com visual inspirado nas motos utilizadas em corridas de rua entre os anos de1950 e 1970).
        Esse fenômeno é evidente em alguns estandes que, no lugar de mostrar apenas motos do segmento cruiser, dividem seu espaço com projetos de esportivas de alta cilindrada transformadas em café racers. Na italiana South Garage, por exemplo, o destaque vai para a moto feita com base em uma Ducati Monster.
         Alguns projetos neste segmento de customização ficaram tão bons que mereciam até ser produzidos em série. É o caso das motos expostas no estande da italiana Officine GP Design. A Pathos, por exemplo, é uma MV Agusta Brutale 1090 R equipada com uma pequena bolha de proteção, tanque de alumínio, farol arredondado e rabeta com assento em estilo vintage. Para se tornar uma autêntica café racer, a moto ganhou rodas reestilizadas.
         Já a Café Nero foi construída sobre uma Suzuki GSX-R 750 1998, da qual ainda conserva o propulsor e, além da pintura negra, recebeu conjunto de suspensão traseiro com dois amortecedores, semi-guidões curvados, farol redondo e, como a Pathos, rabeta vintage de assento integrado e novas rodas.
CUSTOMIZAÇÃO DE FÁBRICA         A ideia de personalizar motocicletas é tão forte na cabeça dos europeus que algumas marcas em Milão já se profissionalizaram em vender modelos que são produzidos em linha, mas tem aparência de moto customizada que foi feita exclusivamente para seu dono.
        É o que acontece com a Headbanger. Embora seja uma empresa radicada na Itália, a marca traduz sua identificação com a cultura norte-americana e o movimento hippie dos anos 1960 em motocicletas que ostentam nomes como High Flyin' 500 Miles, Gypsy Soul e Summertime -- esta última batizada em alusão a música interpretada pela cantora Janis Joplin.
        O espaço Eicma Custom tem tudo para crescer ainda mais e, embora muito se fale sobre a crise que se abate na Europa, esta área do Salão de Milão é a prova de que há quem não meça esforços -- ou gastos -- para ter uma motocicleta com a sua cara.
VEJAM TODAS AS FOTOS DAS MOTOS CUSTOM DO EVENTO EM:
http://carros.uol.com.br/motos/noticias/redacao/2012/11/16/espaco-custom-da-show-de-modelos-personalizados-em-milao.htm

fonte: www.carros.uol.com.br

Konfraterização Kustom - SP

Um pouquinho do que foi a Konfraternização Kustom no Bar do Santa em Sao Paulo este ultimo domingo.
 
 








Mais fotos em nosso album do Facebook: http://www.facebook.com/#!/media/set/?set=a.499642483392645.113752.100000406926384&type=1








25 de nov de 2012

22 de nov de 2012

2012 CHRR NOSTALGIA TOP FUEL & FUNNY CAR

Mais um da série "apague a luz e aumente a tela"
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 

The Garage Company - Boys Need A Garage


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Dita Von Teese lança coleção de lingeries vintage

 
A estrela burlesca Dita Von Teese lançou uma nova linha de lingerie em parceria com a grife Debenhams. Segundo o jornal Daily Mail, as peças da coleção Von Follies passam a ser vendidas hoje no Reino Unido, mas já são um sucesso na Austrália.
Fiel ao estilo vintage, a linha vem recheada de corsets, corpetes, sutiãs de renda, calcinhas de cintura alta e cintas-ligas. A marca de lingerie aposta que a coleção assinada por Dita será um best-seller durante a época do natal. "Eu estou muito feliz de poder lançar esta linha e poder desenhar modelos requintados de inspiração vintage para mulheres de todo o Reino Unido", declarou a atriz, que já foi casada com o cantor Marily Manson.
"Eu queria criar peças que realçam a silhueta feminina e façam a mulher se sentir sexy e glamourosa. Cada peça é uma homenagem à feminilidade e um reflexo do meu amor pelo glamour vintage", explicou Dita. A coleção traz o espírito dos anos 1950 e 1960 em modelos com tecidos luxuosos, como cetim e veludo, sobreposições de rendas, detalhes com fitas e peças em vermelho, preto e nude. "Estamos muito empolgados em receber a linha de Dita, garantindo nossa posição de grife de lingeries luxuosas", disse a diretora da Debenhams, Sharon Webb.
Outra marca da Von Follies é a variedade de opções de tamanhos. "Para mim é importante que essa coleção seja acessível a todas as mulheres. Eu projetei belas peças para embelezar mulheres de todas as formas e todos os tamanhos", garantiu Dita. Os preços das peças variam entre 16 e 30 libras (de cerca de R$ 53 a R$ 100).