10 de set de 2013

Traci Lords - By: Gabb "Cherry" Rat

          Traci Lords já era conhecida por seus filmes pornôs, Nascida Nora Louise Kuzma (7 de maio, 1968) fugiu da casa de seu padrasto alcoólatra aos quinze anos com a mãe e mais três irmãs. Tempo mais tarde e com certidão de nascimento e carteira de motoristas falsas, que indicavam que a mesma tinha 22 anos, ela entrou na indústria do entretenimento pornográfico e ao completar 18 anos, Traci já havia gravado mais de cem filmes e posado para revistas como a Penthouse. Seu sucesso fora das telinhas do pornô, aconteceu interpretando a Wanda Woodward no filme Cry Baby.



          Em 1986 as autoridades descobriram que ela era menor de idade ao atuar nos filmes e prendeu os proprietários de sua agência. Os julgamentos que se seguiram custaram à indústria pornográfica milhões de dólares, já que foram obrigados por lei a retirar os vídeos e revistas das prateleiras. Lojas de vídeo e revistas retiraram centenas de milhares de cópias de circulação para evitar as sérias acusações de traficar pornografia infantil. O episódio deu aos promotores públicos um caso contra a indústria pornô bastante visível, se tratando de uma violação inegável envolvendo uma estrela do ramo. A própria Traci Lords nunca foi acusada, já que como menor de idade não lhe era permitido conceder sua permissão legal para realizar atos sexuais nos filmes em troca de dinheiro.





          Traci, desde então, se retirou da cena pornográfica e entrou com sucesso para uma carreira regular de atriz de televisão e filmes, além do ramo musical. Fez arte de diversos clipes e gravou o back vocal para a música Somebody To Love da banda Ramones no álbum Acid Eaters de 1993. Em 1995, Traci Lords, lançou seu disco solo chamado “1000 Fires”.




          Traci Lords é admirada até hoje pelo personagem Wanda Woodward (Cry Baby, 1990), que era uma jovem rebelde, cheia de atitude e de estilo também. No filme, existem dois grupos, sendo eles os jovens tradicionais (square) que cantavam músicas sentimentais/românticas no estilo doo wop e os rebeldes (drapes) que eram liderados por Wade “Cry Baby” Walker (Johnny Depp) do qual, logicamente, Wanda fazia parte.
          O filme se passa nos anos 50 e retrata um romance entre uma square (Allison) e um drape (Cry Baby) e é embalada por uma ótima trilha sonora.






Assistam o vídeo de “King Cry Baby” (de James Intveld) retirado do filme:


By: Gabb "Cherry" Rat

















Um comentário:

  1. Adoro ela Gabb, muito bom o post :) Nê

    ResponderExcluir