15 de fev de 2013

BAD MOTORS, TALENTO E SUPERAÇÃO NO PSYCHO CARNIVAL 2013

      A 14º edição do tradicional festival Psycho Carnival, realizado em Curitiba durante este carnaval, mostrou a diversidade de talentos que o país possui dentro da cena psychobilly.

      Um deles é o Bad Motors, de Sorocaba, interior de São Paulo. Formado em 2009 pelo guitarrista e vocalista Creck Rocker, Fernando Hate no baixo e Bruno Pelissari na bateria, o trio, que tem um EP lançado em 2010 chamado "Hot Girls & Fast Cars", foi um dos destaques do festival curitibano.

      Tocando pelo terceiro ano seguido no evento, o grupo enfrentou alguns problemas com o som do palco na sua apresentação, que aconteceu no último sábado (9), segundo dia do Psycho Carnival. Apesar das dificuldades, a banda agiu com extremo profissionalismo. “Temos que fazer o nosso melhor. O público não tem culpa pelos problemas”, afirma o vocalista Creck Rocker.

      O show foi muito aplaudido e elogiado pelos fãs presentes no local. “Apesar dos problemas técnicos que nós enfrentamos, eu acho que essa foi a nossa melhor participação no festival”, conclui.

      Um fato que chama muito a atenção no Psycho Carnival é a diversidade de tribos urbanas que prestigiam os shows. Além dos fãs do estilo, era possível encontrar de punks à headbangers convivendo em perfeita harmonia, sem animosidades. Aproximadamente 60 fãs da banda paulista viajaram de Sorocaba e de cidades próximas para acompanharem o show do grupo em Curitiba. “Você não precisa ser psychobilly ou rockabilly para vir aqui, pode simplesmente gostar de rock e curtir o festival assim mesmo”, elogia.

      O Bad Motors tocou na mesma noite dos franceses do Atomic Rotors, dos curitibanos do Sick Sick Sinners e de umas referências do estilo, o Reverend Beat-Man, da Suíça. Esse intercâmbio entre artistas e a importância do evento para a cena psychobilly brasileira é sempre ressaltada pelas bandas participantes. “A galera que veio conosco acha o Psycho Carnival o melhor festival do Brasil. Eles se programam o ano todo para vir e ajudam a divulgar muito o evento aqui no interior”, conta.

      A exposição na mídia e a possibilidade de mostrarem o seu trabalho para o grande público consumidor de psycho, no país e fora dele, é uma das maiores motivações para os artistas que se apresentam no Psycho Carnival. “É um dos maiores festivais do mundo. Para nós, que somos do interior de São Paulo, ele ajuda muito, não só na divulgação da banda, mas também expondo a nossa cena. É um prazer tocar aqui!”, finaliza.

Confira dois vídeos do show do Bad Motors no Psycho Carnival 2013, "Hot Girls And Fast Cars" e "Goodbye My Love".

 

 
fonte: gazetadopovo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário